A saga das redes sociais: como apresentar minha empresa do jeito certo

A saga das redes sociais: como apresentar minha empresa do jeito certo

As redes sociais podem se tornar excelentes canais de crescimento para uma marca e/ou um setor de vendas. Isso é fato e indiscutível, os números mostram isso. No entanto, para que possamos conquistar bons resultados nas redes, existem algumas premissas básicas que devemos seguir.

Seja em relação ao branding, ou seja, à apresentação da marca ou empresa na internet, ou com o objetivo de divulgar um produto ou serviço para os consumidores, este alinhamento para com os perfis de cada rede social é fundamental para a obtenção de resultados positivos.

A saga das redes sociais: como apresentar minha empresa do jeito certo

Para que possamos explorar ainda mais esse mundo das redes sociais, e ao final, realizar a avaliação da conduta da nossa empresa em relação às boas práticas nas redes, ou seja, se alinhada ou não ao ideal, visando a ampliação dos nossos resultados, eu chamei uma expert no assunto, chamada Cristiane Thiel.

A Cristiane, é consultora de marketing digital e vive na prática os principais desafios das empresas ao mergulhar neste oceano de informações. Com passagens por grandes empresas e um amplo portfólio como consultora, tenho certeza que ela poderá nos ajudar a encontrar as respostas que precisamos.

Antes de tudo, quem é Cristiane Thiel?

Eu comecei a trabalhar com marketing digital ainda no ano 2000, como web designer. Então, eu acompanhei toda a evolução da comunicação no ambiente digital. Ao longo desses anos, eu fui responsável pela estratégia de marketing digital e marketing de conteúdo de empresas dos segmentos de serviços, financeiro e educacional. Hoje, trabalho como consultora, professora e palestrante nas áreas de marketing, branding e analytics.

#1 Antes de inserir a imagem da empresa nas redes sociais, é preciso definir muitas coisas, certamente. Onde começa essa discussão, qual o start, qual a primeira tarefa do empreendedor?

A primeira coisa a se fazer é analisar a marca, sua essência. Quais são os valores da marca? Após essa análise, é preciso definir a voz da marca, que é a maneira como a marca vai se comunicar nas redes.

#2 Existe um padrão de execução para um projeto como esse, ou apenas premissas básicas, ficando a cargo do consultor ou do próprio empreendedor a melhor forma de estruturá-las e aplicá-las?

Sim. Existem conceitos e premissas básicas que o empreendedor deve seguir para que sua atuação tenha sucesso.

#3 Qualquer rede social pode ser utilizada para uma empresa, ou a escolha de quais redes sociais investir depende da empresa, do segmento, do tamanho, ou da sua estratégia na internet, por exemplo?

A escolha das redes sociais também é um dos passos iniciais para estabelecer a marca no ambiente digital, e essa escolha é feita pensando nos objetivos de negócios da empresa. Ou seja, a rede escolhida deve estar diretamente alinhada aos objetivos para que, de fato, gere receita.

Por exemplo, marcas B2B podem se beneficiar mais do LinkedIn do que do Instagram, mas isso não é uma verdade absoluta. Vai depender de três fatores: objetivos de negócios, público que a empresa deseja atingir e se a rede é viável para a marca, se a marca tem os recursos necessários para estar presente na rede escolhida.

#4 A identidade visual é um dos pontos principais a serem discutidos. Vejo muitos exemplos de empresas sem uma identidade visual própria ou até mesmo de forma incorreta. Qual o melhor caminho a seguir para aplicar essa regra?

A identidade visual começa na definição da essência da marca, passando pelos valores, e por fim, chegando à identidade de marca, para depois definir a identidade visual. A identidade visual é fruto do trabalho de branding, e a maneira como essa identidade visual é aplicada nas redes sociais, é parte do branding digital.

#5 Uma dúvida específica agora, relacionada ao tema. Vejo muitas empresas utilizando perfis pessoais para divulgar uma marca ou empresa. Isso é errado, mesmo que ela proporcione resultados positivos, não é mesmo?

Eu considero que seja mais uma questão de não conhecer as possibilidades das redes sociais e sua dinâmica. Num primeiro momento, pode parecer mais fácil por conta do alcance orgânico ser maior nos perfis pessoais do que nas páginas no Facebook e LinkedIn. Porém, um trabalho correto, com planejamento e estratégia, funciona muito melhor do que esse tipo de improviso.

#6 Os tipos de conteúdos que serão produzidos devem constar no planejamento de divulgação. Qual a dica que você dá para construir um plano de sucesso?

A maneira de ter sucesso no planejamento de conteúdo é alinhar os objetivos de negócios da empresa com os interesses da audiência, e sempre fazer a análise para acompanhar os assuntos e formatos que mais geram engajamento.

#7 Outro fator fundamental, é o tipo de abordagem que será utilizada. Se coloquial, formal, e tudo deve estar alinhado ao posicionamento da empresa e aos objetivos na rede. Como identificar a abordagem ideal?

Essa abordagem é identificada na voz da marca, logo no começo do planejamento. Além disso, também é preciso definir o tom de voz para cada canal onde a marca planeja estar presente.

#8 O trabalho nas redes sociais conta, muitas vezes, com o apoio de soluções externas, presentes no marketing digital, como email marketing e blog, por exemplo. É possível iniciar um trabalho somente nas redes sociais, ou é essencial contar com essas ferramentas desde o início?

As redes sociais são parte da estratégia de conteúdo de mídia própria, mas existe sempre a necessidade de adequação ao dono da rede. Por exemplo, o Facebook determina as regras que a marca deve seguir, e caso a marca tome qualquer ação que o Facebook entenda como fora das regras, a marca pode ser punida, tendo seu conteúdo deletado ou a conta pode até mesmo ser suspensa.

Não é algo tão comum, mas por outro lado, vale lembrar que toda a audiência conquistada nesses meios é na verdade da própria rede. Por mais que sejam seguidores da marca, quem possui os dados do usuário é a rede. Por isso, a necessidade de outras mídias próprias de fato, como o caso do blog e do email marketing. A marca é dona do conteúdo e dos contatos que conquista.

#9 Muitos empreendedores não contam com capital para investir em agências e ferramentas, no início do projeto. Qual a dica que você dá para aqueles que atuarão sozinhos, talvez, na inserção da empresa nas redes sociais?

Essa é uma pergunta muito interessante, e na verdade, eu até aconselho que as empresas tenham uma atuação mais próxima no marketing digital, ao invés de terceirizar completamente esse trabalho. É claro que, dependendo do modelo de negócios e do porte da empresa, será preciso contratar uma agência.

Porém, ainda assim, eu recomendo que a empresa participe ativamente das questões mais estratégicas. O ideal, é buscar uma capacitação com formato de mentoria onde a empresa poderá estruturar seu marketing digital a partir da base, e receber as recomendações e treinamentos necessários para dar continuidade ao trabalho.

#10 Agora, para aqueles que desejam contratar uma empresa ou profissional para ampliar os resultados através das redes sociais, qual a principal dica que você dá para auxiliar na escolha do parceiro ideal?

O mais importante, é entender que esse trabalho não funciona sem planejamento. Muitos profissionais podem criar conteúdo de maneira aleatória e, acredite, até mesmo agências agem dessa forma. Eu já vi muitas agências que criam padrões de posts para vários clientes, mudando apenas o logo e as cores. Isso fere a marca.

Portanto eu deixo como dica a importância de analisar o conhecimento estratégico e não apenas a capacidade de trabalhar com a criação de imagens. Para a marca ter sucesso nas redes sociais, ela precisa de fato estar nas redes sociais, participar, engajar. Mostrar quem são os colaboradores, qual o cotidiano, de maneira que os seguidores possam ver a marca de maneira humana e próxima.

Isso que cria fãs de verdade e não apenas seguidores.

Gostou? Curta o artigo e compartilhe com os seus amigos 🚀

Antes de sair, não se esqueça de deixar o seu comentário. Eu gostaria muito de saber a sua opinião sobre o assunto 💬

👉🏼 Para acompanhar o trabalho da Cristiane Thiel, basta segui-la no Linkedin ou conferir o site.

👉🏼 Para acompanhar os meus conteúdos diários, basta me seguir no Linkedin.

Antes de você ir, deixo abaixo duas dicas de livros para que você possa ampliar ainda mais os seus conhecimentos nesse assunto!

⭐ A arte das redes sociais, de Guy Kawasaki, um dos caras mais requisitados no mundo nesse assunto

⭐ {Pré-venda} Detonando!, de Gary Vaynerchuk; o cara que já esteve quatro vezes na lista de mais vendidos do New York Times e é também uma das maiores referências na área no mundo

Até a próxima, pessoal! 🙂

Guilherme Bogo Vinci

Mercadólogo e publicitário dedicado. Professor e palestrante apaixonado. Escritor motivado. Investidor curioso. Ciclista todo dia. Empreendendo e aprendendo. Ensinando e ajudando quem deseja empreender. Essa é a minha vida.

Não vá sem deixar o seu comentário ;)

Deixe uma resposta